Saiba como utilizar sua nota do Enem

Há opções para quem realizou o Exame em 2021 e anos anteriores

A nota do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) 2021 deverá ser divulgada em fevereiro de 2022, de acordo com o Ministério da Educação. Até lá, você pode planejar o uso do seu resultado, de acordo com a expectativa de desempenho que obteve após a divulgação do gabarito do Exame. Se realizou o Enem em outros anos, mas ainda não utilizou a nota, também há opções para você.

O uso do Enem é bastante abrangente: vai de ingresso a instituições públicas à composição de nota para garantir vaga em universidades particulares, algumas até com benefícios de bolsas e descontos.

Para te ajudar no planejamento, conheça as formas de uso da nota do Enem:

Ingresso em uma Universidade pública pelo Sisu

Muitas universidades públicas (estaduais e federais) oferecem vagas para ingresso via Sistema de Seleção Unificada (Sisu), programa do governo federal que seleciona estudantes com base no desempenho no Enem.

É possível se inscrever duas vezes ao ano, no começo e no meio do ano, de acordo com o Calendário do programa. Para participar é obrigatório ter feito a edição mais recente do Enem e não ter zerado na redação. Quanto maior for a nota, maiores são as chances de passar.

Como as instituições participantes do Sisu podem atribuir pesos diferentes ou bônus nas provas do Enem para cada curso, a nota do candidato pode variar de acordo com os parâmetros definidos pela instituição.

Algumas universidades oferecem apenas uma porcentagem das vagas pelo Sisu e o restante é preenchido através do vestibular próprio da instituição. Outras já aboliram completamente o vestibular tradicional e disponibilizam todas as suas vagas por meio do sistema.

Utilizar o Enem para conseguir uma bolsa pelo Prouni

As Instituições particulares oferecem as bolsas para muitos cursos, e essa é a opção de preferência de muitos estudantes. Isso porque essas universidades são, em sua maioria, dotadas de infraestrutura mais moderna do que as mantidas pelo estado ou federação.

Se esse é o seu caso, poderá utilizar a nota do Enem para ingressar com bolsa de estudo pelo Prouni. Para concorrer às bolsas integrais, o estudante deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até 1,5 salário mínimo. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até 3 salários mínimos por pessoa.

Somente poderá se inscrever no Prouni o estudante brasileiro que não possua diploma de curso superior e que tenha participado do Enem mais recente e obtido, no mínimo, 450 pontos de média das notas. Além disso, o estudante não pode ter tirado zero na redação.

Para as vagas que não são preenchidas na primeira etapa, abre-se um novo período de inscrição. Neste caso, quem fez o Enem em anos anteriores (a partir de 2010) pode concorrer às bolsas remanescentes. Assim como o Sisu, as inscrições abrem duas vezes ao ano, normalmente no primeiro e segundo semestre.

Bora de Financiamento

Se o dinheiro está curto e você não conseguiu ingressar no curso de interesse com bolsa de estudo pelo Prouni, uma boa opção para fazer uso da sua nota do Enem é o Fundo de Financiamento Estudantil (FIES). A exemplo do Prouni, o FIES também exige que o aluno tenha obtido no mínimo 450 pontos na média das provas e nota maior que zero na redação. Além disso, é preciso comprovar renda familiar bruta mensal de, no máximo, dois salários mínimos e meio por pessoa.

Carimbe seu passaporte para o exterior

A nota do Enem pode ser utilizada não só para ingresso no Ensino Superior brasileiro, como também para conquistar uma vaga em instituições no exterior. Em 2021, universidades da Europa, Estados Unidos e Canadá aceitaram o desempenho como passaportes para seus cursos. Algumas instituições que aceitaram a nota: Universidade de Algarve (UAlg), Universidade de Coimbra (UC), Universidade de Bristol, Universidade de Oxford,  Université Paris-Saclay, École Normale Supérieure, New York University (NYU), Northeastern University, Universidade de Toronto e Humber College.

Substitua vestibulares

As universidades particulares têm aceitado a nota do Enem como forma de ingresso em seus cursos de Graduação. Ou seja: você pode pular a etapa do vestibular e ir direto para a matrícula, dependendo do seu desempenho.

Na Unisa, por exemplo, o aluno que obteve 250 pontos na redação de qualquer edição do Enem a partir de 2009 pode ingressar direto em um curso presencial ou a distância, com exceção da Medicina. Basta se inscrever pelo site. Sua convocação para matrícula acontece um minuto após o preenchimento da nota.

Para quem realizou as edições do Enem 2020 e 2021, além da facilidade de ingresso, a Unisa garante descontos incríveis, que podem chegar a 100%. Bora utilizar? Confira aqui!